Como é a pontuação dos Bancos em

Todas as informações sobre o tema Alimentos

Em “Alimentos” o agronegócio e a indústria alimentícia são abordados. Espera-se que o banco priorize conceder crédito ou que incentive as empresas que financia a reduzir o uso de agrotóxicos e fazer boa gestão da água (reutilização e redução do consumo). O incentivo à agricultura orgânica e a selos e certificações de commodities agrícolas também são pontuados. Na página de metodologia, todos os elementos de avaliação estão listados na íntegra.

Na nota deste tema, 2,6 pontos representam legislação e pontuação automática por Princípios do Equador e Padrões de Performance do IFC. No quesito legislação (1,9 ponto), os elementos de avaliação são cobertos pelas exigências do licenciamento ambiental (especialmente a Resolução CONAMA No 237/1997); pela Lei No 9.985/2000, que institui o SNUC e pela Lei No 11.105/2005, sobre biossegurança.

Houve a adição de um elemento a este tema, que diz respeito às diretrizes dos bancos para que as empresas financiadas ou investidas contribuam na transição para uma dieta com proteínas alternativas ou vegetais, na qual nenhum banco pontuou. 

Por isso, consta um decréscimo de 0,1 ponto em bancos que não tiveram melhora nem piora de política.

Há diversos bancos brasileiros interessados na lucratividade do agronegócio brasileiro e dão crescente ênfase a esse mercado. Todos eles desenvolveram atrativos para atrair clientes no ramo, que vão desde abertura de agências agro até a orientação técnica. Esses bancos estipulam critérios socioambientais mínimos para esse setor, porém, o noticiário mostra que ainda é insuficiente para barrar ou diminuir o desmatamento.

Apenas BB, BNDES e Santander têm políticas setoriais específicas para a agricultura e/ou pecuária. Entretanto, a política adotada pelo Santander desde a última avaliação não o destaca na pontuação porque é limitada apenas à região Nordeste e à Amazônia Legal, deixando de fora outros biomas sensíveis do Brasil. Mas seu programa Agronegócio Responsável, que incentiva agricultura de baixo carbono e uso de energia solar, garantiu que não houvesse perda de pontos em relação a 2018.

Quer saber mais? Leia o relatório completo aqui

Caro cliente de banco, você tem o poder, participe!

Nos ajude a engajar e melhorar as políticas e práticas dos bancos brasileiros. Compare o desempenho do seu banco com o de seus concorrentes. Se você está insatisfeito, notifique aqui seu banco. Ou porque não mudar para um banco melhor? Participe!

Obrigado por compartilhar

Sua mensagem foi enviada com sucesso

×